O melhor jeito de chegar a St. Barth

Shoichi Iwashida, editor do Simonde – site especializado em luxo que conta histórias deliciosas sobre viagens, gastronomia e cultura –, aponta todos os caminhos até St. Barth.

 

Espremida entre uma colina e a linda Baía de Saint Jean, uma das principais praias da ilha, a pista de pouso do aero porto de Saint Barthélemy (SBH) é considerada uma das mais perigosas do mundo e exige que os pilotos tenham uma certificação especial para aterrissar ali. Com apenas 650 metros de comprimento, só aviões bem pequenos com capacidade para, no máximo, dez passageiros conseguem pousar – para efeitos de comparação, um Boeing 737-
300 precisa de 2.000 metros de pista. Como quase toda a pequena ilha é uma reserva natural, não existe a menor possibilidade de se aumentar a pista de pouso – nem daria, por conta das barreiras naturais – ou construir um novo aeroporto, o que torna o turismo de massa uma realidade improvável neste pedaço de primeiro mundo no Caribe.

 

 

É preciso fazer escala: 

Mais de uma, na real. A opção mais rápida – e mais fácil para quem não tem visto americano – é ir de Copa Airlines com escala de apenas 45 minutos no Panamá (em 11 horas você estará pousando no Princess Juliana, em Saint Martin, a ilha vizinha mais próxima de Saint Barth). Mas, apesar de a Copa oferecer uma classe executiva (não muito boa), eu acho desconfortável fazer um voo de sete horas, Guarulhos-Panamá, num Boeing 737, que é narrow-body (só tem um corredor e é o avião com que a Gol, que tem acordo de code-share com a Copa – bom para os passageiros viajando a partir de outras cidades do Brasil –, faz as rotas domésticas). Por isso, para quem não está com pressa, são ótimas opções os voos da American Airlines – que conta com no vas salas VIP Admiral’s Club em GRU e no Galeão, lindos e confortáveis Boeing 777 (wide-body, com dois corredores) e ainda dá para passar alguns dias tanto em Miami quanto em Nova York (de ambas as cidades saem voos diários diretos para Saint Martin). Se você quiser ir direto do Brasil via Miami (o voo mais rápido pela AA), o tempo de conexão mínimo é de cinco horas.

Ferryboat sacolejante ou Aviãozinho com emoção?
Caso você não tenha seu próprio iate ou avião, restam apenas três formas mais acessíveis - e traumáticas para algumas pessoas - de se chegar a Saint Barth partindo de Saint Martin.

 

1. De Ferryboat:

Saindo tanto da parte holandesa quanto da parte francesa dessa ilha vizinha onde fica o aeroporto internacional mais próximo, a viagem dura entre 45 minutos e 1 hora e meia. Sacoleja bastante, o que deixa a opção difícil para quem enjoa no mar (calcule € 100 para uma passagem ida-e-volta pela Great Bay Ferry). greatbayferry.com 

2. De Avião: 

São mais de 15 voos por dia (podendo chegar a 40 na alta temporada), tanto pela Winair quanto pela St. Barth Commuter (calcule € 300 para uma passagem ida-e-volta, com todas as taxas, ou € 1.200 para fretar o avião todo, por trecho, com capacidade para sete passageiros, o que é um ótimo negócio). Eu gosto da emoção do avião. Pousar no Princess Juliana [SXM], o aeroporto internacional de Saint Martin, sobrevoando Maho Beach já é emocionante. Aterrissar no mesmo dia em ambos os aeroportos é êxtase em dobro para os aficionados. fly-winair.sx / stbarthcommuter.com

3. De Helicóptero fretado:

Além de panorâmico e mais tranquilo, o trajeto dura 15 minutos. Os helicópteros da Corail e da Air St. Maarten têm capacidade para três a cinco passageiros, e custa € 1.500 o trecho para o aluguel de todo o helicóptero – adicione € 600, se você quiser mais um piloto por segurança.

   


 

Primeira Classe:

Esqueça os aviõezinhos da Winair ou da St. Barth Commuter que fazemo trajeto de Saint Martin a Saint Barth. A Tradewind, que só faz a rota de San Juan, no Porto Rico, para St. Barth usa o modelo Pilatus PC-12 (foi o voo que fiz nesta última viagem). Cabine pressurizada (sim, as outras opções não têm esse luxo), poltronas de couro e até uma meia-garrafa de Krug para os oito passageiros entrarem no clima da ilha. O voo dura uma hora e a aeronave não tem banheiro. Calcule €1.000 para uma passagem ida e volta San Juan-Saint Barth-San Juan. flytradewind.com

 

Atenção para o peso da bagagem:

Nestes aviões pequenos ou helicópteros, além de você ter de informar o seu peso corporal, cada passageiro pode levar apenas uma mala de 23 quilos e uma pequena mala de mão. Se você for desses que viajam com muitas malas, converse com a companhia para fazer o transporte delas via barco para Saint Barth (custa geralmente € 50 por mala). Eles entregam direto no hotel. www.airsxm.eu/